Cardeal Bertone encerra maratona de leitura da Bíblia na Itália

Roma, 11 out (EFE).- O cardeal secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, fechou hoje a maratona de leitura da Bíblia na televisão, que começou em 5 de outubro com o papa Bento XVI e foi transmitida pela rede de TV pública Rai da Basílica de Santa Cruz de Jerusalém, em Roma.

EFE |

Bertone fechou a leitura das Sagradas Escrituras lendo o capítulo 22 do livro do Apocalipse, Em seguida, ressaltou que foi uma "maravilhosa experiência", que permitiu que a Bíblia voltasse "às casas, aos corações".

Neste último dia também leram a Bíblia, entre outros, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, e os cantores Renzo Arbore e Massimo Ranieri.

A iniciativa, a mais longa transmissão ao vivo da história da televisão, durou 139 horas, nas quais a Bíblia foi lida de forma ininterrupta.

Nos sete dias, foram lidos os 73 livros da Bíblia, o que supõe 1.141 passagens e 800 mil palavras.

Após Bento XVI, que abriu a maratona televisiva lendo o Gênesis, um total de duas mil pessoas provenientes de cerca de 50 países do mundo leram passagens do livro sagrado.

A transmissão ao vivo começou no primeiro canal da "Rai", "Rai Uno", para prosseguir nos outros canais, incluindo o por satélite e outros sobre cultura.

Entre as personalidades que leram trechos da Bíblia estão os ex-presidentes italianos Carlo Azeglio Ciampi, Oscar Luigi Scalfaro e Francesco Cossiga, o ex-primeiro-ministro por sete vezes, Giulio Andreotti, o diretor de cinema ganhador de um Oscar Roberto Benigni, o cantor de ópera Andrea Bocelli, a dançarina Carla Fracci e atletas consagrados. EFE jl/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG