Cardápio espacial da astronauta sul-coreana tem até pratos típicos coreanos

A primeira astronauta sul-coreana chegou nesta quinta-feira à Estação Espacial Internacional (ISS) com um menu culinário de dar água na boca em seus colegas astronautas, mostrando como a gastronomia espacial progrediu.

AFP |

Chá de canela, macarrão e "kimchi", um prato fermentado de origem coreana, são alguns dos dez alimentos e bebidas que a astronauta Yi So-Yeon degustará durante sua missão de 12 dias.

Graças aos progressos tecnológicos, os astronautas podem escolher entre um grande número de pratos, cuja lista é cada vez mais variada devido à chegada de novas nacionalidades no espaço.

"Podemos escolher o que quisermos. Os especialistas fazem de tudo para que os pratos pareçam mais verdadeiros", explica Serguei Volkov, capitão de Yi nesta missão que partiu da Terra na última terça-feira.

"A carne é igual a de um restaurante", declarou.

Um "restaurante" onde os clientes estão sentados em uma mesa metálica, com os pés amarrados no chão para combater a falta de gravidade e com a sensação de que a comida sobe, ao invés de descer, no estômago.

No entanto, as mudanças são expressivas desde o início das aventuras espaciais, quando os astronautas reclamavam de passar fome e aspiravam uma comida pastosa com ajuda de pequenos tubos de alumínio.

O primeiro astronauta malaio, que viajou ao espaço em 2007, levou especialidades nacionais, como manga seca, e o primeiro chinês levou porco ao alho, frango marinado e chá.

O multimilionário Charles Simonyi, um dos turistas espaciais, convidou os hóspedes da estação espacial a desfrutarem de codorna ao vinho e 'magret' de pato com alcaparras.

A diferença gastronômica é notável quando se visita o museu espacial de Baikonur (Cazaquistão) dedicado aos alimentos.

Os astronautas da época soviética tinham que se conformar com soluções menos apetitosas, tomavam o que se chamava de "sopa de couve" ou "mostarda russa", embaladas em sacos plásticos transparentes.

A diretora adjunta do museu, Aliona Kim, afirma que os astronautas são privados de alimentos antes da partida ao espaço e precisam ingerir grandes quantidades de vitaminas e minerais para restabelecer o metabolismo.

Tatiana Gavroutchenko, especialista em alimentação no espaço, assegura que os pratos russos são deliciosos e melhores do que os americanos.

"Criamos nossos menus personalizados, ao contrário dos americanos que fazem pratos padrão", explicou.

O instituto Birioulevski produz 200 tipos de alimentos, entre eles o tradicional pão russo, arroz asiático e queijo com nozes, avelãs ou amêndoas.

"Nossos astronautas provam nossos produtos na Terra, indicam seus preferidos e fazem suas encomendas", explica Gravroutchenko.

"Os americanos gostam de nossas sopas, nossa sopa de beterraba e carne, nossas torradas e o purê de cebola. Mas o que eles mais gostam mesmo é o nosso queijo com nozes", revelou.

dt-or-uh/cl

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG