manipulação da mídia sobre Tibete - Mundo - iG" /

Caracas defende China e denuncia manipulação da mídia sobre Tibete

Caracas, 8 abr (EFE) - O Governo venezuelano se solidarizou nesta terça-feira com a China e denunciou uma manipulação midiática promovida pelos Estados Unidos sobre a divulgação das manifestações de grupos violentos na região do Tibete.

EFE |

O Executivo venezuelano destacou que esta "manipulação" faz parte "da fórmula que os laboratórios de guerra psicológica americanos aplicam permanentemente para desestabilizar os países que não se submetem de maneira dócil aos mandatos do império", afirmou um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

O Governo do presidente Hugo Chávez considerou que esta suposta campanha se desdobra "justamente" quando a China se prepara para "sediar os Jogos Olímpicos mais bem organizados da história moderna".

Por isso, expressou seu apoio ao país asiático, criticando a "incessante e sistemática campanha de infâmias" da qual é "vítima".

Neste sentido, criticou a "mesquinharia" com a qual "setores da elite americana" se recusam a aceitar que países como a China "alcancem níveis admiráveis de desenvolvimento, seguindo seus próprios modelos e sendo fiéis a suas particularidades culturais".

O apoio à China "é conseqüência do princípio de irmandade entre os povos em sua luta contra todas as formas de imperialismo", destaca o comunicado.

O ex-presidente cubano Fidel Castro também denunciou uma "campanha orquestrada contra a China" pelo "imperialismo", em torno dos recentes acontecimentos no Tibete para desvalorizar os próximos Jogos Olímpicos, segundo escreveu em 1° de abril.

"Por que o imperialismo se empenha tanto em submeter a China, de forma direta ou indireta, a um desgaste internacional?", questionou o líder cubano. EFE apv/mac/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG