Cão perdido em batalha no Afeganistão é achado 14 meses depois

Uma cadela farejadora perdida em uma batalha no Afeganistão foi encontrada 14 meses depois e devolvida a sua unidade australiana. Sabi foi encontrada por um soldado americano durante uma patrulha.

BBC Brasil |

Ela foi devolvida em uma cerimônia simbólica pelo comandante das tropas americanas no país, general Stanley McChrystal, ao primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, em visita ao Afeganistão. Sabi está sendo examinada antes de ser retornada à Austrália.


Sabi ficou perdida no afeganistão por 14 meses / AP

A cadela, da raça labrador, acompanhava uma patrulha formada por soldados australianos e afegãos que caiu em uma emboscada na província de Uruzgan em setembro de 2008.

Nove soldados australianos, entre eles o treinador de Sabi, foram feridos na batalha.

O animal desapareceu durante o combate, e não foi encontrado após meses de buscas. A cadela chegou a ser declarada oficialmente desaparecida em combate.

Um porta-voz militar australiano informou que provavelmente nunca será descoberto o que aconteceu a Sabi durante os 14 meses em que ela ficou desaparecida, mas o fato de ela estar em boas condições sugere que ela foi tratada por alguém durante este tempo.

Treinamento

Uma simples brincadeira para pegar uma bola de tênis mostrou que Sabi não esqueceu o treinamento.

"Sabi voltou para casa inteira, ela é realmente um cachorro legal", disse o primeiro-ministro australiano Kevin Rudd depois de visitar a cadela.

Um dos patrulheiros do Exército australiano que ficou ferido no ataque no qual Sabi desapareceu, o soldado Mark Donaldson, também fez uma declaração ao saber do retorno da cadela.

"Ela é a última peça do quebra-cabeça. É um ótimo estímulo para o ânimo dos caras", disse. Donaldson foi condecorado em janeiro por resgatar um intérprete ferido durante um tiroteio pesado que ocorreu na emboscada.

Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG