Cantor porto-riquenho é pego se masturbando em voo

MIAMI - O cantor porto-riquenho Elvis Crespo teve que prestar declarações ao FBI (Polícia federal americana) no aeroporto internacional de Miami supostamente por se masturbar a bordo de um avião procedente de Houston, Texas, de acordo com um relatório policial.

EFE |

"Não me lembro de ter feito isso", disse aos agentes do FBI que o interrogaram na quinta-feira passada, após o voo 190 da companhia aérea Continental no qual viajava aterrissar em Miami.

O caso veio a público nesta quarta-feira e, até agora, não foram apresentadas acusações contra o cantor porto-riquenho.

O relatório da polícia do condado Miami-Dade, ao qual a Agência Efe teve acesso, informa que Patricia Perea, que estava sentada ao lado do cantor, "observou" o artista se masturbando, debaixo de um cobertor, por "aproximadamente 15 minutos depois que o avião decolou".

"Ele (Crespo) começou a se masturbar e, enquanto fazia isso, retirou o cobertor e expôs" as partes íntimas, afirmou a passageira no relatório da Polícia.

Funcionários da linha aérea também afirmaram ter visto Crespo se masturbar durante o voo ("com as calças arriadas e o pênis de fora") e exigiram que parasse de fazer isso, uma ordem que "ele obedeceu", acrescenta o relatório.

Crespo se casou na semana passada com a namorada e representante, Maribel Vega, com quem se relaciona há mais de um ano.


Leia mais sobre  Porto-Rico

    Leia tudo sobre: porto ricoporto-rico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG