Cantor de soul R. Kelly citado em caso de pornografia infantil

O astro americano do rhythm and blues R. Kelly terá que responder na justiça por um caso de pornografia infantil de que foi acusado há seis anos e pelo qual chegou a ser detido por filmar uma relação sexual com uma menina de 13 anos.

AFP |

O cantor, de 41 anos, batizado Robert Kelly, havia se declarado inocente das 14 acusações feitas contra ele em Chicago (Illinois, norte) depois de sua detenção em junho de 2002. Se considerado culpado, poderá enfrentar uma condenação de até 15 anos de prisão.

A acusação enfrenta o fato de que a suposta vítima, hoje com 23 anos, nega-se a admitir que a adolescente filmada no vídeo era ela, apesar de sua família, seus amigos e professores afirmarem tê-la reconhecido nas imagens.

O escândalo provocado por este vídeo de 26 minutos, com existência revelada pelo jornal Sun Times antes de ser divulgado na internet, parece ter tido pouco impacto sobre a popularidade do cantor, que lançou um disco um ano depois de sua detenção e, desde então, passou a colaborar com numerosas celebridades, entre elas a canadense Céline Dion.

R. Kelly, ganhador de um Grammy depois de adquirir fama internacional em 1997 com a canção "I believe I can fly", esteve casado por um curto período, em 1994, com a estrela de 15 anos Aaliyah; os pais da jovem conseguiram, então, anular o casamento. A cantora e atriz faleceu em seguida num acidente de avião.

mso/ms/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG