Candidatos hondurenhos e embaixador americano apóiam Plano Arias

Quatro dos seis candidatos presidenciais de Honduras se reuniram na tarde de domingo com o embaixador dos Estados Unidos, Hugo Llorens, e empresários para apoiar o Plano Arias como meio para superar a crise política no país.

AFP |

"A reunião foi sobre o que é Acordo de San José e a expectativa que de que se alcance um pacto", afirmou o porta-voz da reunião, o candidato de direita Porfirio Lobo, do Partido Nacional (PN).

"O mais importante é que as partes retornem à mesa de diálogo porque, sem nenhuma dúvida, isto que está acontecendo, e a relação com outros países, com os Estados Unidos e o resto da comunidade internacional, deve se normalizar", destacou.

O governo encabeçado por Roberto Micheletti, que assumiu o poder após a destituição de Manuel Zelaya, em 28 de junho, desafia a comunidade internacional, que exige a restituição de Zelaya, que deveria completar o mandato de quatro anos em 27 de janeiro de 2010.

Na reunião estavam presentes os candidatos do Partido Liberal (PL, o mesmo de Zelaya), Elvin Santos, da Democracia Cristã (DC), Felícito Avila, e do Partido Inovação e Unidas (PINU, social democrata), Bernard Martínez.

Também participaram empresários, membros de organizações de defesa dos direitos humanos e um representante da OEA em Tegucigalpa.

nl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG