Candidatos à Casa Branca fazem trégua no aniversário do 11/9

Os candidatos John McCain e Barack Obama farão uma trégua na troca de ataques na disputa pela Casa Branca para visitar juntos o marco zero em Nova York, sete anos depois dos atentados terroristas de 11 de setembro, os mais graves da história.

AFP |

A visita de ambos ao local onde ficavam as Torres Gêmeas marca uma pouco comum paralisação das hostilidades, em um momento agitado da campanha presidencial para as eleições de 4 de novembro.

"Não haverá discursos", disse a porta-voz do democrata Obama, Linda Douglass. "Será um momento no qual a política será deixada de lado", explicou.

Tanto Obama como o republicano McCain programaram, inclusive, suspender a propaganda eleitoral durante o 11 de setembro.

A segurança no "marco zero" foi reforçada e as ruas próximas serão fechadas antes o início da cerimônia, às 12H40 GMT (9H40 de Brasília).

Dois minutos de silêncio, um à 12H46 GMT e outro às 13H03 GMT, lembrarão os momentos em que os dois aviões seqüestrados se chocaram em 11 de setembro de 2001 contra as Torres Gêmeas.

Também serão observados dois minutos de silêncio em recordação aos momentos em que as torres desabaram, provocando a morte de quase 3.000 pessoas. Em seguida serão lidos os nomes de todas as vítimas.

McCain e Obama, que chegarão ao "marco zero" depois das cerimônias oficiais, prometeram cumprir um pacto de não agressão em memória da data.

jit-sms/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG