Candidato republicano nos EUA acende polêmica com roupa nazista

Rich Iott nega pedido de desculpa por fotografias nas quais aparece com uniforme do exército de Adolf Hitler. Ele alega encenação

EFE |

AP
Iott explicou só ter usado o uniforme em cerimônias de encenação da Segunda Guerra Mundial
WASHINGTON - Rich Iott se negou nesta segunda-feira a se desculpar por fotografias nas quais aparece vestido com uniforme nazista e que levaram alguns membros de seu partido a repudiarem o ato.

Em entrevista à rede "CNN", Iott explicou só ter usado o uniforme em cerimônias de encenação da Segunda Guerra Mundial e que não tem nenhuma simpatia pelo partido que levou Adolf Hitler ao poder na Alemanha nos anos 1930.

"A única coisa que lamento é que percamos tempo falando disso em vez de nos ocupar dos verdadeiros problemas que nosso país enfrenta", disse.

Iott, membro do movimento ultraconservador Tea Party, confirmou que faz parte um grupo chamado "Wiking", que se dedica a reviver as andanças da divisão nazista "SS Panzer", tal como informou no sábado a revista "The Atlantic", a primeira que publicou as fotografias.

"Nunca, em nenhum momento em minhas atividades de reconstrução histórica, tive a intenção de faltar ao respeito a quem tenha servido em nosso Exército, ou a quem tenha sido ferido pela tragédia da guerra, especialmente a comunidade judaica", disse Iott em comunicado no sábado.

A Coalizão Judia Republicana (RJC) publicou nesta segunda-feira um comunicado no qual pede aos responsáveis do partido "que atuem rapidamente para romper os laços com o candidato de Ohio ao Congresso".

Iott disputará as eleições legislativas do dia 2 de novembro pelo estado de Ohio.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG