Candidato iraniano lança jornal e ataca Ahmadinejad

Teerã, 18 mai (EFE).- O candidato à Presidência do Irã Mir Hussein Mousavi inaugurou hoje um novo jornal de tiragem nacional, Kalameh Sabz, com o qual pretende lançar sua campanha para as próximas eleições iranianas, marcadas para 12 de junho.

EFE |

Segundo o diretor da publicação, Ali Reza Hosseini Baheshti, a publicação, que tem seis páginas e cujo nome pode ser traduzido como "A Palavra Verde", nasce com a premissa de "mostrar o que somos (os eleitores de Mousavi) e que caminho pretendemos encontrar".

Bahesti acrescentou que o objetivo será esmiuçar o programa de Governo de Mousavi, ex-primeiro-ministro iraniano.

Os responsáveis pelo jornal declararam à Agência Efe que a tiragem inicial será de 40 mil exemplares, mas que a intenção é de chegar aos 100 mil no auge da campanha.

A primeira capa do "Kalameh Sabz" traz fotos de Mousavi e do ex-presidente reformista Mohamad Khatami.

O jornal do candidato chega às ruas iranianas apenas dois dias depois de o promotor do Tribunal Revolucionário de Teerã, o conservador Said Mortazavi, ter barrado o retorno da publicação reformista "Yas No", a qual ele mesmo havia vetado há seis anos.

Mortazavi é considerado como um elemento-chave na repressão das liberdades de imprensa durante o mandato de Khatami.

Mousavi desponta como o principal oponente eleitoral do atual presidente iraniano, o conservador Mahmoud Ahmadinejad.

Hoje, o candidato voltou a atacar a política econômica do atual Governo e disse que as políticas de Ahmadinejad debilitaram o Irã e prejudicaram ainda mais sua imagem internacional.

A campanha eleitoral iraniana deve começar oficialmente no próximo dia 22. Antes, o Conselho de Guardiões precisa divulgar a lista definitiva de candidatos que foram considerados aptos para disputar as eleições. EFE jm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG