Candidato iraniano diz que ficou com mais de 200 mil votos a menos

Teerã, 17 jun (EFE).- Mohsen Rezaei, candidato conservador à Presidência do Irã nas eleições de sexta-feira passada, teria obtido provas de fraude eleitoral e diz que recebeu 218.

EFE |

149 votos a mais do que os registrados pelo Ministério do Interior do país, segundo o site de notícias iraniano "Tabnak".

Já a página virtual do canal estatal de televisão "Press TV" DIZ que uma fonte anônima assegurou que Rezaei reuniu provas que sustentam sua reivindicação.

"Mohsen Rezaei encontrou provas baseadas em documentos nacionais de identidade que demonstram que pelo menos 900 mil iranianos votaram nele", assegurou a fonte ao site.

O anúncio da vitória do atual presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, despertou uma onda de protestos. Desde sábado, se seguem violentos confrontos de grupos de milicianos islâmicos Basij e forças de segurança contra opositores que denunciam fraudes e exigem a repetição do pleito.

Só ontem, os enfrentamentos deixaram sete civis mortos, aparentemente vítimas de tiros disparados por milicianos na praça de Azadi, onde houve uma grande manifestação a favor do líder da oposição iraniana, Mir Hussein Moussavi.

Ahmadinejad disputou a reeleição contra o independente pró-reformista Moussavi, o clérigo aberturista Mehdi Karrubi e o conservador Mohsen Rezaei, sem que até o momento haja resultados oficiais definitivos à espera dos recursos dos candidatos que denunciaram irregularidades. EFE int-alf/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG