Candidato independente de esquerda desiste de disputar eleição na França

Desistência de Jean-Pierre Chevènement, que apoiou socialistas no passado, pode favorecer rival de Sarkozy

iG São Paulo |

O candidato independente às eleições presidenciais da França Jean-Pierre Chevènement anunciou nesta sexta-feira que desistiu de concorrer. A decisão pode beneficiar o candidato socialista François Hollande, tido como favorito, e prejudicar o atual presidente, Nicolas Sarkozy, que tenta a reeleição.

Leia também: Futuro econômico da França atrapalha ano eleitoral

Chevènement, 72 anos, disse que sua decisão se deve em parte à falta de verbas para fazer campanha e não confirmou se vai apoiar Hollande. Porém, em 2002, quanto também retirou sua candidatura, ele apoiou a candidata socialista Ségolène Royal.

Em comunicado, o veterano político, que foi ministro durante a governo do socialista François Mitterrand (1981-1995), indicou que seguirá fazendo com que sua voz seja ouvida "para servir à República".

Em um levantamento divulgado pouco antes do anúncio, realizado pelo instituto TNS Sofres, Chevènement não obtinha nem 0,5% dos votos. Sua desistência confirma a tendência da eleição frances deste ano de reunir apenas candidatos de grandes partidos, com poucos "nanicos" dividindo o eleitorado.

"Tivemos uma dispersão máxima em 2002, com 16 candidatos. Em 2007, tivemos 10 ou 11 candidatos, e neste ano vamos ter ainda menos", disse Jerome Fourquet, do instituto de pesquisas Ifop. "Os eleitores estão dizendo a si mesmos que precisam votar de forma eficiente, sem ter seus votos espalhados entre pequenos candidatos."

Na pesquisa do TNS Sofres, o vencedor do primeiro turno seria Hollande, com 31,5%, seguido de Sarkozy (26%), da líder de extrema direita Marine Le Pen (16%) e do político de centro François Bayrou (12%).

Com Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: françaeleição na françasarkozyhollandechevènement

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG