Candidato a governador é assassinado no México

Vítima era considerada favorita nas eleições que acontecem na próxima semana no país

iG São Paulo |

O político Rodolfo Torre Cantù, candidato a governador de Tamaulipas (México) pelo Partido Revolucionário Institucional (PRI), foi assassinado nesta segunda-feira junto a outras quatro pessoas quando se dirigia ao aeroporto de Ciudad Victoria. "O assassinato do candidato está confirmado", disse Fernando Moreno Peña, coordenador do PRI.

O incidente ocorreu na estrada que une Cidade Victoria, no nordeste do país, com Soto la Marina, perto do aeroporto. Os dois carros em que viajava a comitiva do candidato foram atacados a tiros.

O candidato e vários colaboradores estavam a caminho do aeroporto Pedro J. Méndez, para viajar para a cidade de Matamoros, onde ele participaria de uma série de atos de fechamento de campanha frente às eleições estaduais que serão realizadas no próximo domingo.

Cantú, que era médico de profissão, casado e tinha 46 anos, liderava a candidatura da aliança Todos Tamaulipas, formada pelo PRI, pelo Partido Verde e pelo Partido Nova Aliança. O dirigente do Partido Revolucionário Institucional (PRI) morto era considerado favorito nas eleições ao governo de Tamaulipas.

Desde 1929, o PRI governa Tamaulipas, um Estado na fronteira com os Estados Unidos e com litoral sobre o Golfo do México, cenário nos últimos meses de violentas disputas entre narcotraficantes . Esses confrontos envolveram o cartel do Golfo e seus antigos aliados de 'Los Zetas', um grupo paramilitar que estendeu suas ações ao Centro e ao Sul da América.

No próximo domingo serão realizadas eleições em 14 Estados do México, e em 12 deles estará em jogo o cargo de governador.

* Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: Méxicotráficoviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG