Assunção, 20 abr (EFE).- Blanca Ovelar, candidata presidencial do Partido Colorado do Paraguai, no poder há 61 anos, reconheceu sua derrota perante o ex-bispo católico Fernando Lugo nas eleições gerais realizadas neste domingo no país.

"Assim como estão avançando as projeções do resultado é irreversível e reconhecemos o triunfo de Fernando Lugo", disse Ovelar aos jornalistas na sede de sua organização, e assegurou que uma derrota não é o fim de sua vocação para o serviço.

Conforme passam as horas, a tendência da vantagem de Lugo sobre Ovelar aumenta e apurados apuradas 85,21% das mesas eleitorais, a diferença supera os dez pontos, segundo os dados preliminares do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE).

Ovelar destacou a tranqüilidade vivida durante o dia e mostrou seu agradecimento aos ativistas do partido do Governo, que neste pleito mobilizou mais de 90.000 pessoas para cobrir as 14.306 mesas em todo o país.

O general reformado Lino Oviedo, também candidato presidencial nestas eleições, reconheceu publicamente o triunfo de Lugo e assegurou que o apoiará se responder aos interesses do povo.

Lugo conseguiu reunir para estas eleições uma coalizão liderada pelo Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), tradicionalmente de direita, mas que desta vez pactuou com vários partidos de esquerda, radicais e organizações civis muito afastadas a sua ideologia. EFE lb/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.