A equipe do candidato democrata à Casa Branca Barack Obama criticou nesta sexta-feira a escolha da governadora Sarah Palin como companheira de chapa do republicano John McCain, destacando sua falta de experiência em matéria de política externa.

"Hoje, John McCain colocou a ex-prefeita de uma cidade de 9.000 habitantes com zero de experiência em matéria de política externa a um passo da presidência", escreveu Bill Burton, porta-voz de Obama, em comunicado.

Ele também criticou a possível vice-presidente de McCain por suas posições contra o aborto e em favor da abertura de campos de exploração de petróleo na reserva natural ártica.

"A governadora Palin tem em comum com John McCain o compromisso de voltar atrás no 'Roe vs Wade' (a decisão tomada pela Corte Suprema em 1973 que autoriza o aborto nos Estados Unidos) e no programa da indústria do petróleo, assim como o de dar prosseguimento às políticas econômicas de George W. Bush, que fracassaram. Não é a mudança da qual precisamos", acrescentou.

Sarah Palin, 44 anos, foi escolhida nesta sexta-feira pelo candidato republicano John McCain para ser sua companheira de chapa. Ela é uma conservadora linha-dura, mãe de cinco filhos e contrária ao aborto.

Ela foi a prefeita da cidade de Wasilla, no Alasca, de 1996 a 2002.

Governadora do Alasca desde 2006, ela será a primeira mulher a entrar na Casa Branca se McCain for eleito à presidência, no dia 4 de novembro.

chv/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.