Câncer será a doença mais fatal do planeta em 2010 (estudo)

O câncer deverá superar as doenças cardiovasculares como primeira causa de mortalidade no mundo em 2010, e um dos fatores é o aumento do tabagismo, adverte um estudo do Centro Internacional de Pesquisas contra o Câncer (CIRC), da Organização Mundial de Saúde (OMS).

AFP |

Segundo o relatório alarmante, os casos de câncer dobraram entre 1975 e 2000, e devem duplicar novamente entre 2000 e 2020.

Em 2030, o câncer poderá matar 17 milhões de pessoas, contra os 7,6 milhões de óbitos que provocou em 2007, adverte o relatório.

"Este rápido aumento dos casos de câncer representa um autêntico desafio para os sistemas do mundo", revela Peter Boyle, diretor do CIRC.

Se não forem adotadas medidas para conter este avanço, poderá haver 27 milhões de casos de câncer a cada ano no planeta até 2030, com a morte anual de 17 milhões de pessoas, e outras 75 milhões vivendo com a doença durante os cinco anos seguintes a seu diagnóstico.

Em 2007, foram registrados 12 milhões de novos casos de câncer, entre os quais 5,6 milhões ocorreram em países em desenvolvimento. No total, 7,6 milhões de pessoas morreram, sendo 4,7 milhões nos países em desenvolvimento.

"Mais da metade dos casos e dois terços dos óbitos por câncer ocorrem nos países com nível de renda baixo ou médio. Os países em desenvolvimento, onde a população crescerá 38% até 2030, não têm meios para lutar de forma eficaz contra o câncer", destaca o relatório.

O consumo de cigarro, a dieta excessivamente rica em gordura e hábitos alimentares cada vez menos saudáveis favorecem o aumento do câncer.

Esta combinação de fatores causa crescente estrago nos países emergentes, que copiam o modelo da vida ocidental.

A progressão mais dramática do câncer ocorre na China, Rússia e Índia, segundo a CIRC.

O cigarro, consumido por cerca de 1,3 bilhão de pessoas no planeta, é a primeira causa evitável de mortalidade e de enfermidade, lembra o relatório.

    Leia tudo sobre: cancer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG