Canção de torcida alemã causa protestos entre muçulmanos

Uma canção que costuma ser entoada pelos torcedores do time de futebol alemão Schalke 04 têm causado protestos entre os muçulmanos por fazer uma referência que eles consideram jocosa ao profeta Maomé. Um dos trechos da canção diz que Maomé era um profeta que não entendia nada de futebol, mas entre todas as belas cores, escolheu o azul e o branco, em uma referência às cores do time que joga na liga principal do futebol alemão, a Bundesliga.

BBC Brasil |

Os protestos da comunidade islâmica começaram depois de reportagens sobre a canção terem sido veiculadas pela imprensa da Turquia. Isso fez com que o clube passasse a receber centenas de e-mails de muçulmanos descontentes.

Em uma entrevista ao jornal alemão Sueddeustsche Zeitung, o chefe do conselho honorário do time, Hans-Joachin Dohm, afirmou que o clube irá averiguar se este caso é "um escândalo falso ou genuíno" e consultar um especialista em Islamismo.

Explicações
Já o secretário-geral do Conselho Central de Muçulmanos da Alemanha, Aiman A. Mazyek, afirmou que órgão não pedirá que a canção seja proibida.

"Eu não vejo nenhuma intenção maliciosa ou uma blasfêmia direta. Não pediremos que a canção seja banida (...), mas pediremos explicações sobre sua história", disse Mazyek ao site da empresa de comunicação alemã Deutsche Welle.

Ainda de acordo com a Deutsche Welle, a canção teria sido composta em 1924, mas não se sabe quando a referência ao fundador do Islamismo foi incluída.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG