Canal de TV dedicado a Saddam Hussein é lançado

Um misterioso canal de televisão dedicado ao ex-líder iraquiano Saddam Hussein começou a veicular sua programação via satélite no mundo árabe. Não se sabe ao certo quem é responsável pelo canal chamado Al-Arab (O Árabe, em tradução livre), que transmite discursos, imagens e até mesmo a poesia de Saddam Hussein, tudo com músicas patrióticas como trilha sonora.

BBC Brasil |

AP
Imagem mostra imagem de Saddam e as palavras

Imagem mostra Saddam e as palavras "levantem suas espadas"

O lançamento ocorreu perto do terceiro aniversário da execução de Saddam, enforcado em 30 de dezembro de 2006. O canal transmite de fora do Iraque, e alguns analistas suspeitam que os ex-partidários políticos de Saddam poderiam estar financiando as transmissões.

Apelidado de Saddam TV no Iraque, o canal apareceu pela primeira vez na rede de TV via satélite Noorsat, baseada no Barein, e na NileSat, do Egito, na sexta-feira. O canal também é transmitido pela internet.

A família de Saddam Hussein e alguns integrantes exilados do partido que ele liderava, o Baath, negaram envolvimento com o canal.

A agência de notícias Associated Press informou que entrou em contato com um homem chamado Mohammed Jarboua, que afirmou ser o presidente do canal, e que a sede ficaria em Damasco, na Síria, mas as alegações não foram confirmadas pela BBC.

'Tirano'

Saddam Hussein foi afastado do poder durante a invasão liderada pelos Estados Unidos no Iraque, em 2003, depois de mais de duas décadas liderando o país.

Depois de algum tempo escondido, o ex-líder foi capturado pelos americanos em dezembro de 2003, julgado e executado no próprio Iraque.

Um parlamentar iraquiano, Jaber Habib Jaber, condenou a emissora de TV, chamando-a de "glorificação de um tirano".

Um morador da capital iraquiana, Bagdá, disse à BBC que o canal já é um de seus favoritos, mesmo quando os discursos de Saddam Hussein o deixam triste por lembrar de uma época em que o Iraque era um país seguro.

De acordo com a correspondente da BBC em Bagdá Natalia Antelava, a produção é simples e intencionalmente cheia de nostalgia. Geralmente as imagens de Saddam Hussein se fundem umas nas outras: o ex-líder em um cavalo branco, Saddam com seu filho, Saddam acenando para uma multidão.

Junto com as fotografias, a produção coloca músicas tristes ou gravações antigas dos discursos do ex-líder, ou suas poesias. Este tipo de transmissão só é interrompida quando músicas patrióticas são transmitidas junto com imagens da bandeira americana em chamas e pedidos para que os telespectadores libertem o Iraque.

Alguns acreditam que o canal é patrocinado por iraquianos exilados ricos, e eles seriam a principal fonte de audiência do canal.

Apesar de alguns iraquianos falarem de sua preferência pelo novo canal, a correspondente da BBC afirma que muitos na capital do país estão indiferentes à nova emissora.

O lançamento do canal ocorre no momento em que as autoridades iraquianas se preparam para as eleições parlamentares, em janeiro de 2010.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: bbciraquesaddam

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG