Canal de TV da Geórgia gera pânico ao noticiar falsa guerra com a Rússia

Um canal de televisão gerou pânico neste sábado na Geórgia ao noticiar o início de uma nova guerra com a Rússia e a morte do presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, para, apenas depois, informar que se tratava de uma ficcção.

EFE |

O canal "Imedi" surpreendeu a população ao anunciar, em uma "reportagem especial", que o Exército russo tinha invadido a Geórgia, da mesma forma que no conflito de agosto de 2008, e que os combates aconteciam a menos de 30 quilômetros da capital Tbilisi.

A reportagem incluiu um comunicado sobre a morte do presidente, o anúncio de uma mobilização diplomática no Ocidente e a notícia da transferência de poder na Geórgia para a oposição pró-Rússia.

Apenas após meia hora de noticiário, o programa reconheceu que estava enganando a audiência com uma falsa crise militar com a Rússia. Depois, o canal reuniu no estúdio um grupo de analistas políticos para analisar a hipotética situação.

A transmissão coincidiu com um dos frequentes cortes de linhas telefônicas na Geórgia, fixas e móveis, o que contribuiu para aumentar o pânico. O medo foi grande em particular na região separatista da Ossétia do Sul, pela qual Geórgia e Rússia se enfrentaram em 2008.

A Presidência da Geórgia declarou que Saakashvili critica a difusão de tal material sem aviso prévio em um país que ainda tem na memória recente a guerra com a Rússia.

Leia mais sobre: guerra

    Leia tudo sobre: guerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG