Canadá segue EUA e anuncia plano para ajudar montadoras

O governo do Canadá anunciou neste sábado um plano de ajuda de US$ 3,3 bilhões para ajudar duas montadoras que operam no país, a General Motors e a Chrysler - que vivem dificuldades em decorrência da crise econômica global. Ao anunciar a medida, o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse que o pacote foi um passo lamentável, mas necessário, para proteger a economia canadense.

BBC Brasil |

Segundo Harper, há "centenas de milhares ou mesmo milhões de famílias no Canadá que podem ser potencialmente afetadas pelos problemas na indústria automobilística.

O premiê também anunciou um programa de reestruturação do setor semelhante ao anunciado pelos Estados Unidos.

"Nós temos a intenção de ver uma indústria reestruturada e vamos fazer o que for necessário para garantir que todos os acionistas colaborem com isso."
Estados Unidos
Na sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciou um pacote da ordem de US$ 17, 4 bilhões para ajudar principalmente a Chrysler e a General Motors, que correm o risco de falência por causa da crise financeira.

A General Motors deve receber uma ajuda de US$ 9,4 bilhões e a Chrysler de US$ 4 bilhões antes do final deste ano. Outros US$ 4 bilhões devem ser liberados posteriormente.

No Canadá, a maior parte do dinheiro virá do governo federal, por meio de empréstimos de curto prazo às duas montadoras. O restante virá do governo da Província de Ontário, no leste do país, onde as duas montadoras estão sediadas no país.

O dinheiro permitirá que as duas empresas continuem funcionando no Canadá enquanto passam pelas reestruturações.

Além de anunciar a ajuda às montadoras, Harper também revelou medidas para ajudar os fabricantes de motores e os compradores de veículos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG