Canadá investiga possível segunda morte causada pela gripe

Toronto (Canadá), 25 mai (EFE).- As autoridades de saúde canadenses confirmaram hoje que uma pessoa que morreu no último sábado na cidade de Toronto estava contaminada pela gripe suína, mas disseram não saber ainda se o falecimento tem relação com a doença.

EFE |

O ministro da Saúde da província de Ontário, onde fica Toronto, David Caplan, disse que uma autópsia estava sendo realizada para determinar qual a influência da gripe na morte do paciente.

Caso haja a confirmação de que o falecimento teve relação com a doença, seria a segunda morte no Canadá vinculada ao vírus A(H1N1).

O Ministério da Saúde de Ontário informou que a pessoa morta no sábado era um homem de 44 anos, morador de Toronto e que tinha "uma condição médica preexistente".

A doença foi confirmada um dia após sua morte.

A primeira e até agora única vítima da gripe no Canadá morreu em 28 de abril na província de Alberta. As autoridades só informaram sobre o ocorrido no dia 8 de maio.

Como em Ontário, as autoridades médicas canadenses se negaram a relacionar inicialmente a morte com a gripe e citaram "condições médicas crônicas preexistentes".

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE jcr/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG