Canadá enviará unidade militar ao Haiti para avaliar necessidades de ajuda

Toronto (Canadá), 13 jan (EFE).- O Governo canadense informou que enviará ao Haiti, nas próximas horas, uma unidade militar de reconhecimento para avaliar a forma como o país caribenho poderá ser melhor ajudado após o terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu ontem o país.

EFE |

O ministro de Relações Exteriores do Canadá, Lawrence Cannon, disse hoje que a unidade fará com que sejam coletadas as informações necessárias para que o DART (sigla em inglês para Time de Reação e Assistência a Desastres das Forças Armadas Canadenses) atue de forma eficaz.

Cannon também afirmou que Ottawa está esperando a solicitação formal das autoridades haitianas para o envio do DART.

Por sua vez, a província de Québec (onde vivem cerca de 130 mil pessoas de origem haitiana), ofereceu o envio de dezenas de policiais para ajudarem nos trabalhos de resgate.

O Haiti é o segundo país que mais ajuda humanitária recebe do Canadá, que já destinou aproximadamente US$ 550 milhões entre 2006 e 2011.

Ontem, o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse que o país está pronto para ajudar o Haiti após o terremoto de terça-feira, enquanto seus ministros de Relações Exteriores e Defesa preparam uma avaliação da situação.

"Os canadenses estão profundamente preocupados pelo impacto do tremor no Haiti. Em nome dos canadenses, manifesto os mais profundos sentimentos a todos os afetados pelo desastre" afirmou Harper por meio de um comunicado. EFE.

jcr/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG