Canadá enfrenta temperaturas de até 50 graus negativos

Toronto (Canadá), 15 jan (EFE).- Grandes áreas do centro e do leste do Canadá estão sofrendo uma onda de baixas temperaturas que atingem até 50 graus negativos, localidades que também sofrem inúmeros incêndios que deixaram vítimas mortais.

EFE |

A situação fez com que alguns meteorologistas afirmassem que neste momento o país está mais frio que o Pólo Norte, onde a temperatura média no inverno é de 34 graus abaixo de zero.

No início da noite de hoje um incêndio destruiu um abrigo de idosos na localidade de Chicoutimi e provocou a morte de pelo menos uma pessoa. Outras duas estão desaparecidas e os bombeiros temem que tenham morrido no incêndio.

A emissora "CBC" informou que na hora em que aconteceu o incêndio as temperaturas estavam na casa dos 36 graus abaixo de zero.

O intenso uso de calefação, a sobrecarga das instalações elétricas e a ausência de umidade ambiental, todos fatores relacionados às baixas temperaturas, foram as causas do incêndio.

Ontem, outras cinco pessoas morreram em outro incêndio, que começou em uma estufa, de uma reserva indígena na província da Colúmbia Britânica.

O Serviço Meteorológico Canadense afirmou que uma massa de ar ártico é responsável pela dramática queda das temperaturas das últimas horas em dois terços do país, desde a província de Saskatchewan, no centro do país, até a de Terra Nova e Labrador, no Atlântico.

Em Regina, capital de Saskatchewan, as temperaturas ficaram no começo da manhã em 47 abaixo de zero.

Já na localidade de Winnipeg o termômetro ficou em 50 graus abaixo de zero, apesar de hoje as condições terem melhorado até alcançarem os 43 graus abaixo de zero.

Os habitantes de Toronto, a maior cidade do país, saíram hoje para as ruas com temperaturas de 23 graus negativos, enquanto na capital do país, Ottawa, o termômetro marcava 10 graus negativos. Em algumas áreas rurais da província de Ontário a ação do vento deixava as temperaturas em 50 graus negativos.

Em Montreal, a temperatura durante a manhã de hoje era de 31 graus negativos. Com o centro da onda de ar ártico sobre o norte do Québec, as autoridades da província pediram que se evite ao máximo o uso de eletricidade para evitar a sobrecarga da rede de distribuição.

Em Terra Nova e Labrador se juntavam às temperaturas geladas fortes ventos que destruíram a infra-estrutura de um campo coberto de futebol que estava sendo construído na capital, St. John's.

O Serviço Meteorológico registrou ventos de até 148 km/h em St.

John's durante a noite de quarta.

Os meteorologistas advertiram que a situação não começará a melhorar até sexta na área central do país e até o fim de semana no leste do Canadá. EFE jcr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG