Canadá enfrenta risco extremo de incêndio florestal

Por Allan Dowd VANCOUVER, Canadá (Reuters) - Os moradores da Costa Oeste do Canadá foram alertados na sexta-feira que o tempo quente e seco deixa a região diante do maior risco de incêndios florestais da história do país.

Reuters |

O risco de incêndio florestal foi considerado alto ou extremo em cerca de 85 por cento da Colúmbia Britânica, que já teve mais de 1.800 incêndios neste ano, a maioria pequenos, segundo o premiê regional, Gordon Campbell.

"Nossa província está enfrentando os maiores níveis de incêndios florestais de que temos lembrança (...). As florestas em toda a nossa província estão provavelmente nas condições mais secas que qualquer um de nós pode lembrar", disse Campbell.

Agosto costuma ser o pior mês para incêndios florestais na região, e nos últimos dias a temperatura bateu recordes em alguns lugares, inclusive em Vancouver.

Bombeiros foram convocados de todo o Canadá e da Austrália para ajudar os 2.500 colegas da Colúmbia Britânica. Campbell disse que o combate aos incêndios custa 3 milhões de dólares locais por dia (2,8 milhões de dólares norte-americanos).

Há na sexta-feira 61 incêndios com áreas superiores a dez hectares. Um deles, perto de Lillooet, deixou 3.000 pessoas em alerta para desocupação, segundo o Serviço Florestal local.

Os bombeiros tentam controlar um pequeno incêndio iniciado na quinta-feira por um raio perto da estação de esqui de Whistler, que abrigará algumas competições da Olimpíada de Inverno de 2010. Aparentemente não há ameaça às instalações.

As autoridades pediram às pessoas que evitem áreas desoladas do interior, devido ao risco de iniciarem um incêndio acidentalmente ou ficarem presos no meio de um foco.

A importante atividade madeireira da província, que já estava desacelerada devido à queda na demanda habitacional, deve reduzir sua produção devido ao risco de incêndios.

A ameaça de incêndios também é considerada elevada em grande parte do vizinho Estado norte-americano de Washington, segundo autoridades locais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG