Canadá, Bélgica e Holanda são os maiores produtores de ecstasy

Canadá, Bélgica e Holanda são os principais produtores de ecstasy do mundo, e seu tráfico sustenta o crime organizado, de acordo com um relatório das autoridades canadenses divulgado nesta sexta-feira.

AFP |

"Canadá, Bélgica e Holanda são os principais países produtores de ecstasy e alimentam o tráfico mundial dessa droga", informou o Serviço Canadense de Investigação Criminal (SCRC), em seu relatório de 2008.

Além disso, o mercado da droga se mantém como a principal atividade do crime organizado, que, de qualquer maneira, diversificou-se, especialmente no roubo e uso fraudulento de identidades, crimes muito rentáveis e que "comportam riscos de detecção relativamente baixos".

"O Canadá se mantém como uma importante fonte de ecstasy para os mercados nacionais e internacionais e exporta grandes quantidades dela, principalmente para Estados Unidos e, em menor medida, para Japão, Austrália e Nova Zelândia", acrescenta o SCRC.

O relatório aponta também que a composição química da droga mudou, contendo cada vez mais MDMA, a substância ativa do ecstasy, e cada vez mais agentes químicos, como metanfetamina (altamente viciante), o que expõe os consumidores a maiores riscos.

O estudo revelou ainda que o crime organizado está muito envolvido na produção e no tráfico de maconha, a droga mais apreciada no Canadá.

Como novas tendências da criminalidade, o SCRC evoca o tráfico ilícito de lixo eletrônico, como computadores e televisores, que são vendidos para "recicladores" de países em desenvolvimento e que ameaçam o meio ambiente e a saúde.

ps/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG