Canadá afirma que dorsal de Lomonossov, no Ártico, é extensão da América

O Canadá anunciou nesta sexta-feira ter provas científicas de que o dorsal de Lomonossov, uma cadeia de montanhas submarinas, é uma extensão de sua plataforma continental, e baseado nisso reivindica uma importante porção do Ártico.

AFP |

O ministro canadense de Recursos Naturais, Gary Lunn, informou em um comunicado que uma delegação canadense apresentará, em um encontro científico na Noruega, no próximo fim de semana, dados científicos demonstrando que "o dorsal de Lomonossov se relaciona com as placas continentais da América do Norte e da Groenlândia".

A Convenção das Nações Unidas sobre o direito do mar permite que os países signatários possuam uma faixa marítima sobre o oceano Ártico e estendam seus direitos à exploração dos recursos naturais além das 200 milhas marinhas, se conseguirem provar através estudos científicos que a extensão constitui "a prolongação natural da plataforma continental".

A Rússia, por sua vez, afirma que o dorsal de Lomonossov é uma extensão de sua própria plataforma continental.

ps/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG