Campos magnéticos crescem rapidamente dentro de galáxias, diz estudo

Londres, 16 jul (EFE).- Os campos magnéticos crescem dentro das galáxias com uma rapidez que até agora não se conhecia, segundo um estudo publicado na revista científica Nature.

EFE |

Neste estudo, tenta-se lançar luz sobre a origem e a evolução dos campos magnéticos das galáxias atuais.

A pesquisa, dirigida pelo cientista Francesco Miniati, do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça, demonstra que os mecanismos dinâmicos que atuam mediante as turbulências interestelares são os responsáveis pelo crescimento dos campos magnéticos dentro das galáxias.

O estudo também demonstra que a zona de uma galáxia onde há quásares - corpos celestes de pequeno diâmetro e grande luminosidade, que emitem grandes quantidades de radiação em todas as freqüências e que constituem o astro mais afastado no universo - está separada dos campos magnéticos que existem nessa mesma galáxia.

EFE ot/rb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG