Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Camponeses pró-Morales suspendem protestos

Milhares de camponeses que apóiam o presidente boliviano, Evo Morales, decidiram nesta quarta-feira suspender seus protestos contra os governadores da oposição, para permitir um acordo entre La Paz e os cinco departamentos rebeldes.

AFP |

O grosso do movimento indígena se desmobilizou pacificamente na terça-feira, após uma ordem neste sentido de seus dirigentes, mas cerca de 3 mil militantes decidiram se reunir hoje na cidade de Montero, em Santa Cruz, para anunciar o fim dos protestos, disse à AFP o líder camponês Félix Martínez.

Entre 15 mil e 20 mil camponeses retornaram na terça-feira a seus povoados, revelou Martínez.

O fim dos protestos inclui a suspensão dos bloqueios de estrada e da marcha anunciada sobre Santa Cruz, bastião da oposição ao presidente Evo Morales.

Os manifestantes se concentraram na praça central de Montero para analisar o diálogo entre Morales e os governadores rebeldes de Santa Cruz, Chuquisaca, Beni e Tarija.

As negociações entre governo e oposição envolvem a redistribuição do imposto arrecadado com os hidrocarbonetos, as autonomias regionais, a aprovação da nova Constituição e a eleição de autoridades judiciais e eleitorais.

Após horas de deliberações em Montero, os camponeses decidiram suspender seus protestos até 15 de outubro, a espera de um acordo entre Morales e os governadores rebeldes.

As negociações, envolvendo os governadores Rubén Costas (Santa Cruz), Savina Cuéllar (Chuquisaca), Mario Cossío (Tarija) e Ernesto Suárez (Beni), serão retomadas nesta quinta-feira.

jac/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG