Camponeses paraguaios queimam bandeira do Brasil e rejeitam cultivo de soja

Camponeses paraguaios queimaram nesta quinta-feira uma bandeira do Brasil e advertiram os colonos brasileiros que não vão permitir o desmatamento para cultivo de soja no departamento de San Pedro (norte), informaram emissoras de TV de Assunção.

AFP |

A queima da bandeira brasileira aconteceu durante um ato de camponeses de uniforme e com boinas vermelhas, no estilo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, na localidade Curupayty, departamento de San Pedro, 300 km ao norte de Assunção, segundo imagens do canal Telefuturo.

Os lavradores também divulgaram um manifesto pedindo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que colabore na retirada dos colonos brasileiros que exploram terras no Paraguai, os brasiguaios.

"Não permitiremos mais que derrubem árvores, ou destruam bosques, para plantar soja", declarou o dirigente Elvio Benítez, da organização camponesa que convocou a mobilização.

Benítez acusou os brasiguaios da depredação dos bosques nacionais para o cultivo de soja e anunciou que os camponeses do Paraguai "estão prontos para frear o avanço dos estrangeiros" nos campos.

Erd/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG