Camponeses paraguaios ocupam terras de fazendeiros brasileiros

ASSUNÇÃO - Camponeses do Paraguai ocuparam nesta quarta-feira as terras pertencentes a produtores brasileiros de soja. Segundo informou o jornal local ABC Color, as terras eram cultivadas por brasileiros em território paraguaio.

Redação |

"Entre esta e a próxima semana, tomaremos todas as terras exploradas sem documentação pelos brasileiros. Estamos recuperando nossas terras", afirmou Florencio Martínez, un dos líderes dos camponeses.

Martínez afirmou ainda que os fazendeiros do Brasil devem deixar de cultivar soja no distrito de San Pedro, um dos mais pobres do Paraguai. "Que deixem de uma vez de cultivar qualquer grão aqui", disse.

Problema dos "brasiguaios"

Cerca de 300 mil "brasiguaios", brasileiros instalados no Paraguai, vivem hoje na fronteira comum entre os dois países, 80% deles dedicados à lavoura da soja.

"Nas zonas rurais a situação é explosiva. As ocupações das plantações pertencentes aos fazendeiros brasileiros são freqüentes, culminando em intervenções policiais violentas", afirmou na segunda-feira uma reportagem do diário francês "Le Monde".

Segundo o diário, os fazendeiros brasileiros instalados no país vizinho temem a realização da reforma agrária prometida pelo novo presidente do país, Fernando Lugo, o "bispo vermelho".

Lugo promete fazer um amplo programa de reformas e acusa os "brasiguaios" de utilizar produtos químicos ilegais em suas lavouras, violando as leis do país, afirma o jornal.

Ainda segundo o Le Monde, em um país essencialmente agrícola, 1% da população controla 77% das terras cultiváveis.

Leia mais sobre Paraguai

    Leia tudo sobre: paraguai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG