Camponeses da China desabrigados por tremor terão novas casas em 2009

Pequim, 20 ago (EFE).- Os moradores das zonas rurais de Sichuan que perderam seus lares no terremoto do 12 de maio terão novas casas antes de dezembro do próximo ano, assegurou o vice-governador Huang Yanrong, citado hoje pelo jornal China Daily.

EFE |

No entanto, os que viviam em áreas urbanas terão de esperar até 2010 para poder se mudar para suas novas casas.

Dez milhões de pessoas estão sem lar desde a catástrofe, e 4,5 milhões vivem em barracas e outros alojamentos provisórios.

Huang indicou que a atividade econômica na região está voltando ao normal na região, e em meados de agosto mais de 90% das lojas e fábricas já estava em funcionamento.

Além disso, Wang Suying, do Ministério de Assuntos Sociais, assegurou que restam somente 100 órfãos para adotar nas regiões afetadas, e que "há cerca de 100.000 solicitações para resolver este problema".

"O Ministério garantirá que as famílias que adotem estes órfãos pertençam à mesma minoria étnica", afirmou.

O terremoto de 8.0 graus na escala Richter de 12 de maio na província sudoeste de Sichuan matou quase 90.000 pessoas. EFE jt/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG