Campo de petróleo na Venezuela exigirá US$30 bi, diz russo

SAN PETERSBURGO (Reuters) - A exploração do campo de petróleo Junin 6, na Venezuela, que tem estimados 53 bilhões de barris de reservas, exigirá 30 bilhões de dólares em investimentos, indicou neste sábado o vice-primeiro-ministro russo, Igor Sechin. A companhia estatal venezuelana, PDVSA, e um consórcio de firmas russas esperam formar no próximo mês uma joint venture para o desenvolvimento do bloco de Junin 6, na região do Orinoco, onde, segundo a Venezuela, estão as maiores reservas de hidrocarbonetos do mundo.

Reuters |

Rússia e Venezuela poderiam assinar um acordo em setembro para estabelecer a empresa, durante a visita do presidente venezuelano, Hugo Chávez, a Moscou, segundo Sechin.

O projeto na Venezuela representaria o maior investimento externo de Moscou no setor de petróleo, e seria desenvolvido durante pelo menos 40 anos.

(Reportagem de Katya Golubkova)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG