Campanha de luta contra a pólio obtém 630 milhões de dólares

A Fundação Gates, o Rotary International, a Alemanha e a Grã-Bretaña anunciaram nesta quarta-feira doações de mais 630 milhões de dólares para erradicar a poliomielite do mundo e conclamaram outros doadores a ajudar a eliminar a doença que ainda está presente na África e na Ásia.

AFP |

A poliomielite é doença causada por um enterovírus, denominado poliovírus (sorotipos 1, 2 e 3), sendo mais comum em crianças, a paralisia infantil, mas também ocorre em adultos. A transmissão pode se dar de pessoa a pessoa através de contato fecal-oral, o que é crítico em situações onde as condições sanitárias e de higiene são inadequadas. Crianças de pouca idade, ainda sem hábitos de higiene desenvolvidos, estão particularmente sob risco. O poliovírus também pode ser disseminado por contaminação fecal de água e alimentos.

Uma pessoa que se infecta com o poliovírus pode ou não desenvolver a doença. Quando a apresenta, pode desenvolver paralisia permanente ou transitória, meningite ou, até morrer. Desenvolvendo ou não sintomas a pessoa infectada elimina o poliovírus, o qual pode ser transmitido para outras pessoas por via oral.

A poliomielite não tem tratamento específico, sendo ainda considerada endêmica pela Organização Mundial da Saúde na Nigéria, Índia, Afeganistão e Paquistão.

No Brasil, o último caso de poliomielite com o vírus selvagem ocorreu em 1989, e o país recebeu o Certificado de Eliminação da Poliomielite em 12 de dezembro de 1994.

A vacina contra a poliomielite faz parte do Calendário Básico de Vacinação, e é aplicada aos 2, 4, 6 e 15 meses de idade.

js/chl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG