Caminhoneiro em greve morre em estrada de Lisboa

Um caminhoneiro português morreu nesta terça-feira, em circunstâncias ainda não esclarecidas, quando tentava deter o avanço de um caminhão numa barreira em Alcanena, norte de Liboa.

AFP |

Segundo testemunhas citadas pela agência de notícia Lusa, o caminhoneiro, de 52 anos, foi arrastado pelo caminhão que tentava deter.

A maioria dos caminhoneiros portugueses obedeceram nesta terça-feira, pelo segundo dia, a uma greve por tempo indeterminado para protestar contra a alta dos preços dos combustíveis.

As greves contra o aumento prosseguia na Espanha e na França, causando transtornos nos bloqueios de fronteiras e problemas de abastecimento.

O trânsito de caminhões entre Espanha e França está bloqueado desde a noite de domingo na altura do ponto de passagem de Perthus.

Os caminhoneiros franceses iniciaram uma operação similar na manhã de segunda-feira para "protestar contra os preços dos combustíveis e sensibilizar os poderes públicos sobre a necessidade de harmonizar o preço do diesel europeu", declarou à AFP Roland Bacou, um dirigente da União Nacional de Organizações Sindicais do Transporte Rodoviário (Unostra).

ar/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG