Camboja sacrifica aves após primeiro contágio da gripe aviária de 2008

Phnom Penh, 17 dez (EFE).- As autoridades do Camboja começaram hoje a sacrificar frangos em granjas situadas nas proximidades de Phnom Penh, cinco dias depois de o país registrar seu primeiro contágio de gripe aviária em um ser humano em 2008, informaram fontes oficiais.

EFE |

O Ministério da Agricultura proibiu durante os próximos três meses o transporte de aves procedentes da província de Kandal, cerca de 50 quilômetros ao sul de Phnom Penh, onde na sexta-feira passada foi confirmado que um homem tinha sido infectado com a variante H5N1, a mais mortífera do vírus.

Trata-se do primeiro caso este ano e o oitavo desde que a doença chegou ao país em 2005, e todos os contágios anteriores ocasionaram a morte da vítima.

O doente, de 19 anos e atualmente internado em um hospital da capital, contraiu o H5N1 em 28 de novembro, segundo a Organização Mundial de Saúde.

As autoridades cambojanas também investigam um suposto caso de mortes de vários frangos e patos na província de Kampong Speu. EFE jcp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG