Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Câmara russa aprova ampliação de mandato presidencial em segunda discussão

Moscou, 19 nov (EFE).- A Duma (Câmara dos Deputados da russa) aprovou hoje em segunda discussão - de um total de três - uma série de emendas à Constituição, propostas pelo presidente Dmitri Medvedev, que incluem a ampliação do mandato presidencial de quatro para seis anos.

EFE |

Ao todo, 357 deputados votaram a favor dessa modificação, assim como da emenda que estende de quatro para cinco anos a duração de cada legislatura parlamentar.

Contra ambas estas emendas, votaram 57 deputados, todos eles do opositor Partido Comunista, informaram as agências russas.

O grupo parlamentar do ultranacionalista Partido Liberal Democrático da Rússia (PLDR) não participou da votação em represália à Duma ter se negado a examinar suas propostas de emenda constitucionais.

"Não votamos nem vamos votar", declarou o líder do "PLDR", Vladimir Jirinovski, citado pela agência oficial russa "RIA Novosti".

O líder ultranacionalista acrescentou: "Tocaram o sagrado, a Constituição, e já tapam a boca da oposição".

Entre as emendas propostas pelo PLDR, estavam as de ampliar o mandato do chefe do Estado até sete anos, mudar o nome de seu cargo de "presidente" a "governante supremo" e reduzir o número de deputados da Duma de 450 para 300.

Segundo o procedimento que regula a proposta de emendas à Constituição, os projetos de lei devem ser aprovados em três discussões, sendo posteriormente enviadas ao Conselho da Federação (Senado) para sua ratificação.

As emendas constitucionais, após serem aprovadas por ambas as câmaras do Parlamento, devem ser ratificadas pelos legislativos de pelo menos dois terços das 83 entidades -repúblicas e regiões- que formam a Federação Russa. EFE bsi/jp

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG