Câmara dos EUA aprova despesas militares para 2010

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que define o orçamento para as despesas militares em 2010.

AFP |

O texto aprovado por 395 votos contra 34 definiu em 636,3 bilhões de dólares este custo no ano fiscal de 2010, que começou em outubro.

O Senado ainda deve se pronunciar sobre o texto.

Este projeto de lei não inclui as despesas decorrentes da decisão recente do presidente Barack Obama de enviar mais 30.000 soldados ao Afeganistão, uma medida que custará cerca de 30 bilhões de dólares em um ano.

Inclui, também, um aumento salarial de 3,4% para os militares. Para as famílias de soldados, a Câmara atribuiu 472,4 milhões de dólares em ajudas diversas.

As operações no Afeganistão e no Iraque serão financiadas com 101,1 bilhão de dólares. Parte da quantia servirá para financiar a retirada das forças americanas do Iraque.

O treinamento das tropas receberá 154 bilhões de dólares, ou seja, 1,3 bilhão a mais que em 2009.

O texto ainda prevê 104,4 bilhões para a aquisição ou a renovação de equipamentos militares (+3,46 bi em relação a 2009).

O projeto de lei também reafirma a proibição da tortura, e não prevê nenhuma verba para o fechamento da prisão de Guantánamo.

emp/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG