Câmara argentina aprova estatização da Aerolíneas

BUENOS AIRES (Reuters) - Os deputados argentinos aprovaram na madrugada de sexta-feira o projeto governista para a estatização da Aerolíneas Argentinas, hoje controlada por um grupo espanhol e afundada em dívidas. Após 12 horas de duro debate, foram 167 votos favoráveis e 79 contrários. Para garantir o apoio da sua bancada, o governo teve de alterar o projeto original, inclusive retirando o artigo que previa a futura privatização da companhia.

Reuters |

O projeto agora passa ao Senado.

Em julho, o governo chegou a um acordo com o grupo espanhol Marsans para readquirir a empresa aérea, que tem cerca de 9.000 empregados e 900 milhões de dólares em dívidas.

Pelo acordo, ambas as partes apresentarão uma avaliação da empresa e da subsidiária Austral, que juntas têm 80 por cento do mercado doméstico. Se não houver acordo sobre o valor, haverá arbitragem internacional.

Deputados de oposição promoviam um projeto que permitiria a falência da Aerolíneas, mantendo as dívidas em mãos da Marsans, enquanto o Estado adquiriria aviões e rotas.

(Por Karina Grazina)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG