Câmara aprova suspensão do presidente da Suprema Corte boliviana

A maioria governista da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira a suspensão do presidente da Suprema Corte de Justiça da Bolívia, Eddy Fernández, acusado de não cumprir seu dever e de retardar a justiça, constatou a AFP.

AFP |

A medida foi aprovada por 62 votos a 4, após os deputados da oposição abandonarem a sessão.

A decisão será analisada agora pelo Senado, dominado pela oposição, que deve rejeitar a medida.

Nesta situação, a suspensão de Fernández passa a ser tratada pelo Congresso, que reúne as duas câmaras.

A medida compromete o início, na segunda-feira, do julgamento do ex-presidente Gonzalo Sánchez de Lozada - exilado nos Estados Unidos desde 2003 - e de onze de seus ministros.

Sánchez de Lozada é acusado de "massacre sangrento" e peculato.

rb/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG