Calvin Klein, de Francisco Costa, faz anos e é destaque em semana de N.York

Nova York, 5 set (EFE).- Começa nesta sexta-feira a semana de moda de Nova York, ao longo da qual três grifes autenticamente nova-iorquinas farão aniversário, entre elas a Calvin Klein, cuja linha feminina desde 2003 é desenvolvida pelo mineiro Francisco Costa, considerado um dos maiores nomes do ramo.

EFE |

Além do estilista nascido em Guarani, até o próximo dia 12, mais quatro brasileiros apresentarão suas novidades para a temporada Primavera-Verão 2009 nas tradicionais tendas que, a cada seis meses, ocupam parte do Bryant Park, no coração de Manhattan.

Os primeiros a desfilar, já neste sábado, serão a grife de moda praia Rosa Chá, de Amir Slama, e o paulista Alexandre Herchcovitch, que mostrarão as mesmas coleções exibidas em junho na última edição da São Paulo Fashion Week.

Na terça, vai ser a vez da Iódice, que cruzará as passarelas da Semana de Moda de Nova York pela segunda vez, depois de ter estreado na Grande Maçã em fevereiro deste ano.

Há mais tempo integrando o line-up do evento e conhecido de figurões da moda e de estrelas do showbiz, Carlos Miele apresentará suas criações na quarta-feira.

Mas quem vai mesmo atrair toda a atenção da mídia é Francisco Costa, tanto pela qualidade de seu trabalho como pela badalação que haverá em torno do desfile da Calvin Klein, que completa 40 anos.

Apesar de a famosa grife não pertencer mais ao estilista que a fundou, o grupo Phillips-Van Heusen, novo dono da marca há cinco anos, não quis deixar a data passar em branco.

Sempre ligada à sofisticação, a CK promoverá uma grande festa depois de amanhã no High Line de Nova York, uma antiga zona ferroviária situada a oeste de Manhattan.

Presença confirmada na comemoração, Francisco Costa desfilará em 11 setembro sua nova coleção, caracterizada pelas linhas simples e depuradas.

Outra aniversariante, a grife Donna Karan pela primeira vez desde 2002 vai apresentar no domingo, no Brayant Park, suas propostas para a linha DKNY, surgida em 1989 e de estilo urbano e casual.

Betsey Johnson, que lançou sua primeira coleção há 30 anos, é a outra marca com DNA nova-iorquino. Programado para terça, o desfile da marca certamente estará cheio de cor e toques de arte urbana e de música.

Outras grifes e estilistas de peso escalados para a semana de moda de Nova York, que acontece em meio a uma das maiores crises econômicas recentres dos EUA, são: Carolina Herrera, Diane von Furstenberg, Vera Wang e Ralph Lauren apresentem suas novas coleções.

Herrera, cujos modelos desfilarão em 8 de setembro, já se apressou em dizer que sua coleção será mais exclusiva do que nunca.

A razão, declarou, são os difíceis tempos atuais, nos quais, segundo a estilista de origem venezuelana, é preciso oferecer desenhos que, de tão especiais, as mulheres sintam a necessidade de comprá-los.

As eleições presidenciais de novembro também marcarão presença nas passarelas do Bryant Park, mas apenas na decoração, que muitas vezes se inspira nos tradicionais bótons de campanha utilizados pelos militantes dos partidos que disputam a Casa Branca. EFE dvg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG