Calor e terrorismo matam 5 em eleições na Índia

Nova Délhi, 23 abr (EFE).- As seções eleitorais da Índia fecharam hoje suas portas após a segunda fase das eleições gerais, em um dia marcado por cinco mortes, uma delas em um atentado terrorista e as outras quatro pelo intenso calor.

EFE |

Na região central de Madhya, quatro funcionários da Comissão Eleitoral que trabalhariam na votação morreram entre ontem e hoje.

Já nos Montes de Cachar Norte, no estado de Assam (nordeste), integrantes do grupo terrorista Viúvas Negras mataram um soldado e feriram outros dois em uma emboscada.

O estado de Assam é o mesmo onde o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, votou -em sua cidade mais importante, Guwahati-, que se mostrou confiante em que o governante Partido do Congresso obterá uma maioria suficiente para revalidar seu mandato.

A violência foi menor do que na primeira fase das eleições, na quinta-feira passada, quando uma guerrilha maoísta e separatista matou 19 pessoas.

Ao todo, 191,7 milhões de eleitores estavam habilitados para votar na segunda das cinco fases das eleições gerais da Índia, que vão até 16 de maio. EFE daa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG