Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Calma e alta participação marcam as primeiras horas das eleições sérvias

Belgrado, 11 mai (EFE).- A votação para as eleições legislativas de hoje na Sérvia, consideradas cruciais para o futuro do caminho europeísta do país, se desenvolve em calma e sem irregularidades, e com uma alta participação.

EFE |

Segundo dados da Comissão Eleitoral, três horas depois da abertura dos colégios às 7h (2h de Brasília), 9,98% dos eleitores já tinham ido às urnas.

Mais de 6,7 milhões de cidadãos com direito a voto elegem os 250 deputados do Parlamento entre candidatos de 22 partidos e coalizões, quase a metade deles das minorias.

Segundo as pesquisas, nenhuma das formações conseguirá maioria absoluta para poder governar sozinho.

As eleições ocorrem em um ambiente de profunda divisão do eleitorado e de reservas em relação à União Européia (UE) devido à crise do Kosovo, que se autoproclamou independente em fevereiro e foi reconhecido por vários países europeu, apesar da oposição da Sérvia.

Os favoritos para as eleições são o pró-europeu Partido Democrático (DS), do presidente Boris Tadic, e o ultranacionalista Partido Radical Sérvio (SRS), que no passado foi aliado do líder autoritário Slobodan Milosevic, expulso do poder em 2000.

Considera-se que a terceira força por número de votos será o Partido Democrático da Sérvia (DSS), do primeiro-ministro em fim de mandato, Vojislav Kostunica, um pró-europeu que governou em coalizão desde 2007 com o DS, mas que se transformou em crítico implacável da UE após a independência unilateral do Kosovo.

Tadic disse hoje, ao depositar sua cédula em Belgrado, que espera que os cidadãos optem pela "vida, prosperidade e um desenvolvimento acelerado" e dêem seu voto "aos dois objetivos funcionalmente unidos", que são a via europeísta e a luta pelo Kosovo.

Tomislav Nikolic, do SRS, disse, após votar em um colégio de Nova Belgrado, que este dia trará "grandes mudanças" à Sérvia e que espera um em breve pacto com o DSS para formar um Governo "que tire o país das turbulências políticas geradas pelos Executivos dos últimos oito anos".

Kostunica disse hoje que "é muito importante que em breve seja formado um novo Executivo, para garantir a política de preservação da integridade territorial da Sérvia e um progresso global estável".

Também votam hoje os sérvios do Kosovo, tanto nas eleições parlamentares quanto nas locais dos municípios onde são maioria, no norte e em vários enclaves isolados do interior kosovar.

A votação no Kosovo se desenvolve com normalidade e sem incidentes. EFE Sn/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG