Califórnia tem cerca de mil focos de incêndio

Os bombeiros da Califórnia, nos Estados Unidos, estimam que cerca de mil incêndios estejam ocorrendo no centro e no norte do Estado há duas semanas. O grande número de queimadas obrigou as autoridades a escolher quais focos combater e quais deixar queimando por semanas ou até meses.

Redação com agências internacionais |

BBC
BBC

Incêndios prolongados na Califórnia são comuns. No ano passado os bombeiros levaram quatro meses para apagar uma queimada que acabou com mais de 240 mil acres na região de Santa Barbara

O governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger ordenou hoje a mobilização de pelo menos 200 soldados da Guarda Nacional do estado para ajudar os bombeiros a apagar 1.450 focos de incêndio que destroem florestas e trazem prejuízos ao norte da Califórnia.

"Não posso dizer que é suficiente o infatigável trabalho de homens e mulheres (...) em sua batalha contra as chamas", disse em comunicado. O novo contingente vai apoiar milhares de bombeiros que tentam controlar o fogo causado por tempestades elétricas em pleno verano.

Os incêndios começaram no dia 20 de junho. A superfície queimada desde então é considerada o dobro do tamanho da cidade de Nova York. Não houve vítimas, mas o fogo destruiu 29 casas, uma loja e 21 edificações.

Sábado, o presidente George W. Bush decretou estado de emergência na Califórnia ordenando a ajuda federal.

A Califórnia, o Estado americano mais populoso, é alvo de incêndios dramáticos por seu clima seco e pela construção próximas de zonas de florestas. Em outubro de 2007, os incêndios na região de Los Angeles e San Diego (sul) deixaram oito mortos, destruindo mais de 2.100 km2 e obrigando 640.000 pessoas a abandonar seus lares, dos quais 2000 foram destruídos.

(*Com informações da agência AFP e da BBC Brasil)

Leia mais sobre: incêndios na Califórnia

    Leia tudo sobre: incêndios na califórnia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG