Califórnia confirma 13 casos de gripe suína

LOS ANGELES (Reuters) - Mais dois casos da gripe suína foram confirmados em estudantes da região de uma escola de Sacramento, informaram autoridades sanitárias na segunda-feira, elevando para 13 o número de casos conhecidos de gripe na Califórnia. Mais infecções devem ocorrer nos próximos dias e autoridades dizem que está muito tarde para conter a expansão.

Reuters |

"A palavra 'restrição' é realmente inapropriada ou ... desnecessária neste momento. É muito tarde. A gripe suína está aqui", informou Dr. Bonnie Sorensen, vice-diretor do Departamento de Saúde Pública da Califórnia.

Os dois últimos casos envolveram estudantes da Escola Católica St. Mel em Fair Oaks, que no início da manhã teve de fechar suas portas até pelo menos quinta-feira, depois que um adolescente teve a doença confirmada pelo Departamento de Saúde do Condado de Sacramento.

Um quarto estudante da escola St. Mel, que tem cerca de 270 estudantes entre a 1a e 8a séries, não foi diagnosticado com a doença, que já matou mais de 149 pessoas no México.

Uma escola paroquial no subúrbio de Los Angeles, em Claremont, também cancelou suas aulas até quinta-feira, dizendo que uma menina e sua mãe desenvolveram sintomas da gripe após uma viagem ao México.

Nenhum californiano morreu da gripe suína, apesar de duas pessoas terem sido hospitalizadas. Uma delas, uma mulher de 35 anos, foi tratada com cuidados intensivos antes de se recuperar.

Dez de 13 casos na Califórnia ocorreram nos condados de San Diego e Imperial, na fronteira com o México, e autoridades estão confusas pela falta de qualquer evidência de vínculo entre eles. Exceto um pai e uma filha do condado de San Diego, nenhuma das infecções parece ter qualquer fato em comum.

(Reportagem de Dan Whitcomb)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG