As autoridades ambientais da Califórnia aprovaram nesta quinta-feira um ambicioso plano para reduzir em 30% as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa nos próximos 12 anos, anunciaram funcionários estaduais.

O Air Resources Board (CARB, sigla em inglês) adotou uma série de medidas previstas no plano sobre emissões de gases contaminantes firmado em 2006 pelo governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, e que contrariam a posição do governo de George W. Bush sobre o tema.

"Este plano é o projeto da Califórnia para um mundo mais seguro e uma economia mais sustentável", disse a presidente do CARB, Mary Nichols.

O projeto "guiará os investimentos em eficiência energética para poupar dinheiro, em fontes de energia renováveis que rompam nossa dependência do petróleo, e na promoção de uma nova geração de empregos 'verdes', para centenas de milhares de californianos".

O plano impõe reduções de emissões, promove a adoção de veículos com padrões não-contaminantes e fomenta o uso de energia renovável e limpa por parte do estado.

O ambicioso objetivo é reduzir as emissões de dióxido de carbono em 30% até 2020 e em 80% para 2050.

A Califórnia, um Estado do tamanho da Itália, é a 12ª região do planeta na emissão de dióxido de carbono no ar.

pb/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.