México, 6 ago (EFE).- O presidente do México, Felipe Calderón, anunciou hoje a substituição de seu ministro da Economia, Eduardo Sojo, por um de seus colaboradores mais próximos, Gerardo Ruiz, com o objetivo de enfrentar o aumento internacional dos preços e estabilizar a economia.

Calderón disse que o novo ministro terá desafios como melhorar a competitividade dos produtores do país e aumentar os investimentos estrangeiros.

Em um ato realizado na residência presidencial de Los Pinos, Calderón surpreendeu a opinião pública com a mudança, a quarta desde que chegou ao poder, pois nem sequer houve rumores sobre uma possível substituição na pasta.

Ruiz, que até agora era chefe do Gabinete da Presidência, terá como principal missão "apoiar a economia das famílias mexicanas o tempo todo, especialmente frente à alta internacional dos preços dos alimentos", segundo Calderón.

Outras tarefas de Ruiz serão promover o investimento, "com o objetivo de dinamizar a atividade econômica e gerar empregos para os mexicanos", e "fortalecer os programas de apoio às micro, pequenas e médias empresas, que são as principais geradoras de emprego no país".

Segundo o Banco do México (autoridade monetária do país), a taxa de inflação anualizada ficou em 5,26% em junho. EFE jrm/wr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.