Calderón pede que Obama leve em conta peso de imigrantes mexicanos nos EUA

Guadalajara (México), 10 ago (EFE).- O presidente do México, Felipe Calderón, pediu hoje ao líder americano, Barack Obama, que não esqueça o peso que os imigrantes mexicanos têm na economia e na sociedade dos Estados Unidos, mas ressaltou o valor de seu Governo na questão migratória.

EFE |

Na entrevista coletiva final da 5ª cúpula de líderes da América do Norte, realizada em Guadalajara, Calderón insistiu em falar sobre o assunto e lembrou a Obama que "os imigrantes vão para os EUA para construir um futuro melhor para sua família".

"Todos eles contribuíram enormemente com a economia e com a sociedade americana. É impossível pensar que os EUA seriam a primeira potência do mundo no século passado sem a colaboração dos trabalhadores mexicanos", disse.

Segundo Calderón, na reunião realizada no domingo com Obama, um dia antes das atividades principais da cúpula entre os líderes da América do Norte, ambos enfatizaram a necessidade de "continuar pedindo a proteção dos direitos humanos dos migrantes mexicanos, qualquer que seja sua condição migratória".

No entanto, Calderón não se referiu à possível reforma migratória reivindicada há anos pelas autoridades mexicanas e que parece estar ainda muito longe de se concretizar. EFE rac/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG