Calderón e Sarkozy analisam a crise global antes da cúpula do G-20

A crise global da economia, antes da reunião de cúpula do Grupo dos 20 em Londres, em abril, e o caso de uma francesa detida por sequestro serão os temas dominantes das conversações entre o presidente Felipe Calderón, do México, e o da França, Nicolas Sarkozy, a partir deste domingo na capital mexicana.

AFP |

O presidente francês realiza, a partir de amanhã, sua primeira visita oficial ao México, onde se reunirá em várias ocasiões com Calderón, assinando acordos para a construção de uma fábrica de vacinas, a instalação de câmaras de segurança na capital mexicana e a venda de helicópteros.

Em relação à reunião do G-20 (G-8 mais as economias emergentes) no dia 2 de abril, Calderón considera que Sarkozy, junto com a chanceler alemã, Angela Merkel, exercem uma liderança efetiva na Europa da qual podem resultar medidas para mitigar a crise; mas sustenta que, para isso, será indispensável uma solução para resolver "a quebradeira do sistema financeiro e bancário mundial, particularmente do norte-americano".

Em relação ao caso da francesa Florence Cassez, condenada a 60 anos de prisão por sequestro, no México, o presidente Calderón não descartou a possibilidade de uma eventual transferência dela à França.

Mas insistiu, no entanto, na veracidade das provas contra Cassez, detida em dezembro de 2005 num rancho do estado de Morelos (centro) junto com um bando de sequestradores que mantinham três pessoas como reféns, entre elas um menino de oito anos.

Antes da viagem para o México, Sarkozy recebeu o pai da jovem, Bernard Cassez, e o advogado dela, Franck Berton.

No plano comercial, o México é o quarto parceiro comercial da França no conjunto do continente americano, depois de Estados Unidos, Brasil e Canadá, com um volume de 2,66 bilhões de euros em negócios bilaterais, segundo cifras de 2006.

Um total de 300 empresas francesas estabelecidas no México registram uma cifra de 12 bilhões de dólares gerando 80.000 empregos.

Durante a visita do presidente francês ao México está previsto um jantar neste domingo com Calderón e as esposas de ambos, Carla Sarkozy e Margarita Zavala.

ol/sem/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG