Calderón e Barroso: Críticas de Chávez a Merkel não ajudam integração

México, 12 mai (EFE) - Os presidentes da Comissão Européia (CE), José Manuel Durão Barroso, e do México, Felipe Calderón, disseram hoje que as críticas do governante venezuelano, Hugo Chávez, à chanceler alemã, Angela Merkel, não ajudam à integração da União Européia (UE) com a América Latina.

EFE |

"Todas as declarações que são contra os dirigentes europeus, contra uma personalidade como a chanceler Merkel, são declarações negativas que não facilitam o nível, nem a intenção de cooperação amiga que nós temos com a América Latina", disse Barroso, durante uma visita oficial de dois dias à capital mexicana.

Chávez afirmou no domingo em seu programa radial "Aló Presidente" que a chanceler alemã pertence a um partido de talhe conservador que "é a mesma direita que apoiou (Adolfo) Hitler e o fascismo".

"Sou seu amigo (de Merkel), é uma grande alemã, uma grande européia uma grande democrata", indicou o presidente do Executivo da UE, que acrescentou que a chanceler "nasceu na antiga Alemanha Oriental quando não havia democracia liberal, e por isso dá um grande valor a esses princípios".

"Para nós esses valores não são negociáveis", apontou.

"Pensamos que é do interesse da América Latina em seu conjunto ter uma boa relação com a Europa, sobre a base dos mesmos valores e não com discursos inflamatórios, populistas e agressivos", disse Barroso.

Enquanto isso, Calderón, disse: "lamento, deploro, que novamente seja através de desqualificações ou assinalamentos como se estabeleça um princípio de diálogo entre dois países entre os quais deveria haver respeito".

Em sua opinião, esse tipo de afirmações "simplesmente não contribuem ao entendimento nem à solução dos problemas" da região.

Neste sentido, manifestou que apesar de haver diferenças entre os países, elas "não se contrapõem à possibilidade de se entender e dialogar sem desqualificações pessoais ou infundadas".

Calderón e Barroso formularam estas declarações três dias antes de participar, em Lima, da 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (EU-LAC, em inglês), que será realizada entre 16 e 17 de maio. EFE jd/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG