Calderón diz que metade da polícia mexicana não é qualificada

MÉXICO (Reuters) - O presidente mexicano, Felipe Calderón, que trava uma guerra contra os cartéis de drogas, disse na quinta-feira que metade dos policiais que passaram por testes recentemente não está qualificados para desempenhar o serviço. Calderón, em uma resposta escrita às perguntas de parlamentares, afirmou que 49 por cento dos 56 mil policiais locais, estaduais e federais avaliados neste ano foram classificados como não recomendáveis.

Reuters |

Mal paga e mal treinada, a polícia mexicana é considerada incompetente. A crescente corrupção tem dificultado a campanha de Calderón contra as ricas gangues de traficantes de drogas.

O ex-chefe da unidade especial de combate ao crime organizado do México foi preso na semana passada por vender segredos do cartel de drogas de Sinaloa por 450 mil dólares.

Outras autoridades importantes também foram pegas em uma recente operação que tinha o objetivo de limpar as forças de segurança do México de informantes que trabalhavam para o crime organizado.

A guerra de Calderón contra as drogas gerou um aumento da violência que matou mais de 4.300 pessoas neste ano, já que os cartéis revidaram contra o Exército e travam batalhas entre si.

(Por Noel Randewich)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG